A Eletronuclear é uma empresa subsidiária do sistema Eletrobras e foi criada em 1997 com a finalidade de construir e operar usinas termonucleares no Brasil. Atualmente é responsável pela geração de aproximadamente 3% da energia elétrica consumida no país através de suas duas usinas em operação localizadas em Angra dos Reis – RJ. Angra 1 possui capacidade instalada de 640 MW de potência e Angra 2 tem capacidade de 1350 MW de potência.

A energia gerada pelas usinas Angra 1 e Angra 2 era, até Dezembro de 2012, comercializada por Furnas, também pertencente ao Sistema Eletrobras. A Lei 12.111 de 2009 estabeleceu que a partir de Janeiro de 2013 o pagamento à Eletronuclear pela energia gerada por suas usinas seria dado pelo rateio entre todas as concessionárias, permissionárias ou autorizadas de serviço público de distribuição no SIN – Sistema Interligado Nacional.

Desta forma, tornou-se ainda mais relevante a gestão dos dados de geração e consumo provenientes dos sistemas de medição para faturamento da Eletronuclear. Sistemas de medição que passaram a ter que obedecer às exigências da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE e do Operador Nacional do Sistema – ONS, para fins de contabilização da energia gerada.

Dada a necessidade de se gerir a medição para faturamento de suas usinas perante a CCEE, bem como de se realizar um acompanhamento constante dos dados de geração e consumo, a adoção de um sistema de telemedição foi a solução encontrada pela equipe técnica da Eletronuclear para monitorar, coletar e gerenciar os dados de medição, desde que este sistema estivesse apto e homologado para interagir com medidores Nexus 1500, da empresa americana Electro Industries. Foi o caso da Way2, pioneira e líder neste segmento do mercado, onde sua plataforma é a única no país capaz de ler todas as grandezas de todos os medidores de energia homologados pela CCEE, de forma totalmente transparente e flexível.

A plataforma integrada de medição, contratada no modelo SaaS – Software as a Service, aliada ao controle da equipe de engenharia e operação da Way2, garante para a Eletronuclear tranquilidade na sua operação comercial através do atendimento a todas as exigências da CCEE, de disponibilidade e consistência dos dados de medição.

Além disso, aprimorou de forma substancial os recursos técnicos para operação das usinas de Angra 1 e Angra 2, fornecendo uma interface 100% web para visualização de gráficos em tempo real, gestão de alarmes, e exportação de relatórios. Dentre os outros vários benefícios provenientes da solução, também podemos destacar:

  • Alta disponibilidade do canal de comunicação – Devido à necessidade de alta disponibilidade dos dados em tempo real, foi implementada uma redundância de comunicação para evitar prejuízos no acompanhamento real durante uma instabilidade de link;
  • Equipe capacitada para operação do sistema e com profundo conhecimento nas regras e procedimentos definidos nos cadernos de medição da CCEE e Procedimentos de Rede do ONS, mitigando riscos de penalidades e aumentando a confiabilidade dos dados;
  • Monitoramento do canal de Inspeção Lógica – A Plataforma de Medição identifica as tentativas de acesso da CCEE aos medidores, identificando eventuais falhas e permitindo diagnósticos mais precisos em relação à qualidade da comunicação.