Way2Blog

Tudo sobre gestão de energia e o setor elétrico!

Por Frederico Perillo, Product Owner na Way2 | 29 janeiro, 2021 | 0 Comentário(s)

Gestão por indicadores no setor elétrico: os dados devem ser a solução, não o problema

Informações são geradas a todo instante, criando novos desafios de gestão. Os relatórios e dashboards têm um papel fundamental neste cenário. Se o setor elétrico quer seguir dando exemplo para outros segmentos da economia, deve tratar o gigantesco volume de dados como uma oportunidade, não como uma adversidade.

Sem tempo para ler o artigo? Ouça abaixo:

gestão por indicadores no setor elétrico

Você possivelmente já ouviu a expressão ‘Não se gerencia o que não se mede’, ou qualquer uma de suas variações. A célebre sentença, que na verdade é parte de uma frase maior dedicada às boas práticas de gestão, é atribuída ao professor e estatístico William Edwards Deming, referência para gerenciamento de diferentes negócios e processos. 

No setor elétrico brasileiro, tradicionalmente sólido e referência para outros segmentos, não foi diferente. O avanço das soluções de medição e gestão também possibilitou a otimização das empresas que fazem da energia o seu principal negócio. No entanto, a velocidade nos avanços das soluções digitais fez emergir um novo desafio: a gestão por indicadores com base em uma massiva quantidade de dados.

Quais são os obstáculos e oportunidades em um novo cenário que informações são geradas a todo instante? A (não tão) simples medição/gestão de dados é suficiente no momento em que até mesmo o conceito da palavra tecnologia parece estar ultrapassado? Qual é a importância dos relatórios e dashboards na gestão do setor elétrico?

Inteligência de negócios e gestão por indicadores

Apesar de ter surgido em 1865 , o termo Inteligência de Negócios (mais conhecido como Business Intelligence, ou simplesmente BI) se popularizou na última década. Os dados passaram a ser as informações mais valiosas das organizações. O desafio deixou de ser apenas “medir/gerenciar” e passou a ser “gerenciar a partir da quantidade de informações produzidas”.

Acelerada por uma infinidade de dados a serem explorados, a indústria de BI cresceu de forma exponencial. As ferramentas de BI evoluíram. Se um dia foram utilizadas para responder ‘O que aconteceu?’ com o seu negócio, hoje caminham para uma análise preditiva e de otimização. A pergunta-chave passa a ser ‘O que vai acontecer?’.

A transformação na forma de interpretar dados, aliada ao crescimento do volume de informações geradas a cada segundo, fez com que os relatórios e dashboards gerados pelos softwares de BI se tornassem essenciais ferramentas de gestão. Os dashboards integram informações relevantes que auxiliam na tomada de decisão. São desenvolvidos para potencializar os dados medidos e gerados, facilitar a interpretação, gerar insights valiosos ao concentrar indicadores relevantes e possibilitar análises preditivas.

gestao por indicadores

Business Intelligence as a Service (BIaaS)

A evolução aconteceu também nos modelos de negócio, e o termo Software as a Service (SaaS) já pode ser expandido para o mundo de BI. É possível (e muitas vezes indicado, dependendo do objetivo estratégico de cada empresa) que o cliente consuma as suas informações como um serviço, reduzindo consideravelmente o investimento em infraestrutura de TI e permitindo que se concentre no que realmente importa: a análise do seu próprio negócio.

Esse modelo, denominado Business Intelligence as a Service (BIaaS), incrementa os benefícios dos dashboards e permite que a gestão por indicadores seja feita de qualquer lugar, com a facilidade e simplicidade de um serviço em nuvem. Basta ter um computador conectado à internet ou um aplicativo instalado no seu smartphone e pronto. Os seus principais indicadores estão na sua tela, prontos para serem explorados.

Vantagens da gestão inteligente de dados para o setor elétrico

Em um setor elétrico cada vez mais competitivo, a gestão por indicadores é fundamental. Os benefícios são os mais diversos, desde o acompanhamento contínuo da oferta de geração e faturamento das usinas, até a gestão de indicadores de arrecadação e perdas na distribuição. 

O segmento de consumidores não fica de fora, muito pelo contrário. Participa cada vez mais ativamente do mercado de energia e aumenta o número de dados gerados, em um fluxo de informações que já é multidirecional.

A energia é um serviço que gera informação massiva e de forma constante. Muitos são os pontos de medição e as grandezas calculadas, e a tendência é que esses números cresçam a cada dia. Se o presente e futuro do setor elétrico se sustentam nos pilares da descentralização, digitalização e descarbonização, a gestão dos indicadores deve acompanhar essa evolução.

Os agentes do setor precisam estar preparados para analisar toda e qualquer informação produzida, e os recursos para tal já estão disponíveis. Os dados são a nossa solução. Não podem ser o nosso problema.

A Way2 está preparada para te ajudar neste desafio. Transformamos a relação das empresas com a energia e contamos com serviços completos de medição e gestão inteligentes de dados energéticos para solucionar o seu problema. Conheça as nossas soluções de Business Intelligence (BI)  para o mercado de Geração, Distribuição, Consumidores e Geração Distribuída de energia.

Artigo originalmente publicado no Canal Energia.

tendencias

Deixe seu comentário!

Assine a Way2News

Saiba o que está acontecendo quando o assunto é energia e tecnologia