Way2Blog

Tudo sobre gestão de energia e o setor elétrico!

Por Greyci Girardi, redatora na Way2 | 12 julho, 2019 | 0 Comentário(s)

Vantagens do uso de software no gerenciamento de energia

Os softwares de gestão de energia são um dos recursos essenciais para empresas que visam efetivamente alcançar a eficiência energética em suas operações e atingir o máximo de economia possível.

Sem tempo para ler o artigo? Ouça aqui:

gestão de energia

Sua empresa monitora o consumo de energia no negócio, registra dados em planilhas e adota ações de eficiência energética? Faz tudo isso, mas, ainda assim, não atingiu todo o potencial de economia que poderia com a gestão da energia e a eficiência energética? Essa não é uma condição exclusiva da sua empresa, mas saiba que o uso de um software gerenciamento de energia pode auxiliar nesse processo.

É comum que organizações que já têm um certo grau de maturidade em relação ao uso da energia ainda não consigam ver um sistema de gestão efetivamente “rodando” nos seus negócios e trazendo os resultados esperados de forma consistente e planejada. Por mais que sobre boa vontade e disposição para tornar a eficiência energética uma realidade, muitas vezes o processo “emperra” e pode até regredir, por falta de novas perspectivas.

Por que empresas fazem o gerenciamento de energia?

Muitas vezes, o que diferencia o status de eficiência energética de uma empresa para outra e a eficiência de sua gestão são as soluções e ferramentas adotadas. As organizações que recorrem à tecnologia acabam alçando voos mais altos, profissionalizam e modernizam a gestão e alavancam sua transição para a máxima eficiência energética.

Entre as soluções disponíveis, destacam-se os softwares que automatizam as rotinas de gestão, oferecem recursos adicionais e tornam as decisões voltadas à eficiência energética mais assertivas e rentáveis.

Mas o que um software agrega ao gerenciamento de energia em uma empresa?

O primeiro diferencial de usar um software para fazer gerenciamento de energia é que o controle sobre esse insumo passa a ser permanente. Isso significa dizer que o consumo de energia passa a ser monitorado de forma ininterrupta, automatizada e em tempo real, sem depender do acompanhamento ou da intervenção de profissionais.

O software registra e processa dados de forma automática, emite relatórios gerenciais e fornece indicadores, permitindo uma visão coesa sobre o desempenho energético da empresa e seus gargalos operacionais. Com isso, dispensa o registro manual de informações e o cruzamento de dados “braçal” para orientar as decisões dos gestores.

E um software faz isso com muito mais segurança e confiabilidade, pois está livre das limitações que a gestão feita por meio de planilhas ou outras ferramentas normalmente sofre, como a inconsistência de dados (e parâmetros confiáveis são muito importantes na elaboração de planejamentos de eficiência energética).

Além do monitoramento automático e em tempo real, gestores ganham outros recursos quando optam pelos softwares de gerenciamento de energia: 

  • Sistema de alertas: avisam sobre a ocorrência de anomalias ou falhas que necessitam de providência imediata. Quanto antes os problemas são detectados, antes são sanados e menores são os prejuízos decorrentes;
  • Controle e auditorias de faturas de energia: abrange a coleta, processamento e validação das faturas, identificando erros de cálculos para contestação de contas e recuperação de créditos tributários. Identificam também desvios relevantes de consumo para a tomada de ações corretivas;
  • Medições segmentadas: o monitoramento do consumo também é feito de forma segmentada, por lojas, setores ou unidades do negócio. Além de ter a visão do “todo”, os softwares de gestão fazem medições individualizadas e, com elas, é possível comparar performance e desempenho de diferentes unidades, acompanhar metas de redução e direcionar ações de eficiência energética aos locais mais críticos;
  • Simulação de cenários: a projeção de cenários baseada no histórico de consumo dá ao gestor mais segurança na hora de tomar suas decisões, pois pode avaliar o custo benefício e possíveis impactos de mudanças em seus processos ou contratos. As simulações são benéficas também para o planejamento orçamentário, que pode ser feito com base em projeções mais confiáveis sobre o consumo futuro e os custos decorrentes dele;
  • Geração automática de relatórios: os softwares permitem acessar, a qualquer momento, dados sobre o consumo das diferentes unidades do negócio. Eles também emitem relatórios gerenciais periódicos para acompanhamento das informações que interessam aos gestores.

Vantagens que potencializam benefícios já conhecidos

Agora que você conhece os principais recursos de um software de gestão de energia, fica mais simples entender as vantagens de fazer a gestão com o apoio dessa ferramenta. Ela traz os benefícios já conhecidos da gestão de energia, mas de forma maximizada e facilitada: 

Eficiência energética

O monitoramento permanente do consumo e as funcionalidades dos softwares de gestão otimizam processos e equipamentos e fornecem indicadores confiáveis para um planejamento mais adequado de operação, manutenção e correção de desvios e ineficiências. 

Redução de custos

A redução de custos é uma consequência natural da gestão da energia, porque ela racionaliza o consumo, cessa desperdícios e evita perdas. Os softwares potencializam essa vantagem, pois têm um sistema de alerta automático que permite aos gestores a ciência imediata de anomalias e ocorrências que podem ser rapidamente resolvidas. Além disso, permitem identificar potenciais de economia em tempo integral. 

Apoio na tomada de decisões

A simulação de cenários e a projeção do consumo em diferentes contextos dão subsídios confiáveis aos gestores para decidir sobre o dimensionamento de uso de seus equipamentos, o melhor enquadramento tarifário, o melhor ambiente para contratação de energia, as rotinas mais otimizadas para um uso racional da energia, entre outras decisões que serão mais assertivas na medida em que forem tomadas com base em um histórico de dados consistentes e precisos sobre o consumo da organização. 

Visão coesa do desempenho energético

Os softwares de gestão oferecem uma visão coesa de todo o consumo da empresa, monitorando diferentes processos, máquinas e equipamentos em um único ambiente. Os dados estão integrados, permitem uma interpretação ampla e contextualizada do consumo e a identificação dos pontos sensíveis das operações e da logística do negócio. Esses dados ficam acessíveis em tempo integral, sendo possível, 24 horas por dia, extrair relatórios, dashboards, indicadores e outras informações úteis aos gestores. 

Otimização de equipes

Os softwares automatizam diversas rotinas e, assim, as equipes podem se dedicar a atividades mais estratégicas para suas empresas, pois poupam seu tempo e esforço quando não precisam alimentar planilhas manualmente e reunir diversos controles paralelos para cruzar dados e extrair informações gerenciais. Tudo é automático e com a vantagem de os dados serem mais confiáveis e seguros. 

Facilita a certificação na ISO 50001 

As funcionalidades dos softwares de gestão de energia acabam atendendo diversos requisitos exigidos pela ISO 50001, almejada por muitas empresas por ser um diferencial competitivo estratégico. Entre seus requisitos, estão melhorar o consumo de energia por meio de novas tecnologias e ferramentas e permanentemente identificar onde a eficiência energética pode ser aumentada no negócio, ambos plenamente atendidos pelos recursos dos softwares de gestão

Ainda não acabou. Devemos lembrar que os softwares mantêm a gestão da energia “na nuvem”, ou seja, em uma rede externa à empresa que adota o seu uso. Isso também é uma vantagem a mais.

Sabe por que a gestão “em nuvem” é uma vantagem a mais?

Porque a gestão de energia envolve o registro e o tratamento de um volume enorme de dados. Fazer isso com infraestrutura e recursos próprios acaba sendo menos estratégico. Com a nuvem:

  • O sistema e os dados estarão sempre disponíveis e podem ser acessados de qualquer dispositivo com conexão à internet;
  • Dispensam-se investimentos em infraestrutura local, como máquinas, contratos de rede e instalação de servidores;
  • Obtém-se maior segurança para os dados, com sistemas de proteção contra vulnerabilidades ou ataques de agentes maliciosos, além de rotinas de backups agendados e restrição de acesso;
  • O sistema de gestão pode ser totalmente customizado conforme a realidade operacional do negócio.

A tecnologia como alavanca para aumentar os resultados da gestão da energia

É possível reduzir os custos operacionais de uma empresa com ações pontuais e a simples vontade de racionalizar o consumo de energia. Sim, isso é fato. Mas as organizações que pretendem efetivamente alcançar a eficiência energética em suas operações e atingir o máximo de economia possível com esse insumo dependerão de soluções que facilitem esse processo e as levem mais rapidamente a um patamar desejado de desempenho.

Os softwares de gerenciamento de energia são um recurso promissor nesse sentido, porque eles preservam rotinas comuns da gestão, mas fazem isso otimizando esses processos e oferecendo recursos adicionais que trazem outras possibilidades de ganho. Representam, nesse contexto, um somatório de eficiência, confiabilidade e praticidade, favorecendo uma gestão moderna e eficaz que pode efetivamente mudar o status de eficiência energética de uma organização.

gestão de energia

Deixe seu comentário!

Assine a Way2News

Saiba o que está acontecendo quando o assunto é energia e tecnologia