Way2Blog

Tudo sobre gestão de energia e o setor elétrico!

Por Luís Hioka, Head de Operações da PowerHub | 27 dezembro, 2019 | 0 Comentário(s)

O que é a medição setorial de energia?

A medição setorial é o mapeamento, por meio da tecnologia, do perfil detalhado de consumo das maiores cargas da unidade, de forma a entender o seu impacto na conta de luz como um todo. Conheça nesse post as necessidades atendidas pelas medições setoriais.

Sem tempo para ler o artigo? Ouça aqui:

medição setorial de energia

A necessidade de monitorar o consumo de energia se impõe a uma parcela cada vez maior de empresas, especialmente nos segmentos marcados por alto consumo. Fazer gestão de energia, promover ações de eficiência, quantificar custos de produção e buscar operações sustentáveis já não são itens opcionais para quem quer garantir a competitividade no mercado.

É nesse contexto que a medição setorial, ou sub medição, ganha importância, pois ela auxilia organizações a encontrarem os “vilões” do consumo em seus negócios para que possam assim planejar medidas buscando maior eficiência.

E como a medição setorial contribui para uma maior eficiência energética nas empresas?

Não é de hoje que a energia elétrica representa um dos principais custos para estabelecimentos comerciais e indústrias de diversos ramos. Sabemos que para uma empresa se manter competitiva, os custos com a energia precisam ser controlados e, quando possível, reduzidos. E para fazer a gestão de energia voltada à eliminação de desperdícios e ao combate à ineficiência, é preciso conhecer o perfil detalhado de consumo das organizações e seus potenciais de economia. É aí que entra a medição setorial.

Dentro de um estabelecimento comercial ou de uma indústria, utilizando-se a medição setorial como ferramenta. É possível até mesmo proceder de forma mais exata e segura ao rateio da conta entre os centros de custos de uma empresa e entre condôminos, no caso de condomínios comerciais ou shoppings, já que a medição setorial identifica, separadamente, o consumo de setores, departamentos e lojas.

Assim, a medição setorial é uma fonte de dados riquíssima para a gestão de energia, representando um investimento que tem se tornado foco de muitos gestores. Com as facilidades trazidas pelas tecnologias recentes, é também uma solução cada vez mais simples de ser implantada, com custos atrativos, o que tem levado ao crescimento desse mercado.

Monitoramento de energia com a medição setorial

Conhecendo o perfil de consumo e os pontos de ineficiência existentes em uma empresa, gestores podem adotar ações com potencial de economia relevantes e reflexos expressivos no custo operacional. As medições setoriais, além de apontarem as ações mais assertivas, ainda permitem monitorar os resultados alcançados com elas. Vamos a alguns exemplos:

  • Eficientização da iluminação com a utilização de lâmpadas LEDs

A medição do consumo da iluminação permite mensurar a economia gerada pela substituição de lâmpadas por outras mais eficientes e monitorar seu desempenho com o tempo.

  • Utilização de gerador de energia para suprir o consumo no horário de ponta

Caso o empreendimento possua gerador de energia e ele seja utilizado no horário de ponta (que é o horário cujo consumo de energia é maior), o monitoramento da geração permite ser preciso na quantidade de energia gerada e principalmente no horário que ela deve gerar.

  • Redução de desperdícios com iluminação ou ar condicionado fora do horário desejado

É importante acompanhar de forma contínua o horário de utilização da iluminação, ar condicionado e outros equipamentos, evitando o consumo indevido em períodos sem necessidade.

  • Substituição de máquinas por outras de melhor rendimento

As máquinas podem estar consumindo energia a um custo maior do que o da sua substituição por outras mais eficientes. Além disso, a medição e o monitoramento permitem identificar anomalias e ineficiências.

  • Redução de penalidades de fator de potência

A identificação da máquina que está gerando maior volume de energia reativa e o quanto está impactando a rede é um passo importante na definição do plano de correção do fator de potência. É importante também que se monitore de forma contínua o resultado da operação do banco de capacitor, evitando multas decorrentes de falhas operacionais.

  • Metas por áreas

As medições setoriais ajudam ainda a definir e acompanhar metas de redução, possibilitando comparar unidades ou setores da empresa entre si e motivando ações de consumo eficiente.

Portanto, a medição setorial orienta potenciais de economia e as ações de eficiência que trarão os maiores resultados. Além disso, permite que esses resultados sejam monitorados com um acompanhamento contínuo das operações.

Rateio de custos com energia elétrica

Ratear os custos da energia elétrica de forma justa entre unidades consumidoras não é uma tarefa fácil, já que a composição dos custos de energia de uma unidade em média ou alta tensão também não é simples.

É comum condomínios comerciais realizarem o rateio de forma imprecisa, com uma forma de cálculo que não reflete a realidade das proporções de consumo, como, por exemplo, baseada na área (m2) de cada estabelecimento.

Na indústria, o rateio por centro de custo, conforme o custo de produção, muitas vezes é feito de forma estimada ou até dividido igualmente entre áreas que consomem energia de formas distintas.

A medição setorial permite um rateio justo e baseado em dados confiáveis. Com ela, torna-se possível fazer o cálculo de diversas formas, baseado em diferentes critérios, mas todas elas de maneira precisa e segura. Cabe a cada empresa entender que forma melhor se enquadra ao seu contexto e necessidade, para que obtenha os melhores resultados possíveis.

medição setorial

Deixe seu comentário!

Assine nosso blog ;)

Mantenha-se atualizado sobre o que está acontecendo quando o assunto é energia