Way2Blog

Tudo sobre gestão de energia e o setor elétrico!

Por Jonatan Santos, Coordenador de Vendas na Way2 | 25 novembro, 2021 | 0 Comentário(s)

Como fazer gestão de faturas de energia para economizar

Com a elevação do preço da energia elétrica impactando diretamente na economia, as empresas precisam ser rápidas na tomada de decisão e uma mudança de comportamento em relação a forma como o negócio consome energia é o primeiro passo.

Sem tempo para ler o artigo? Ouça abaixo:

faturas de energia

O Brasil vive a sua pior crise hídrica dos últimos 90 anos. O baixo volume de água disponível nos reservatórios e a necessidade de contar com outras fontes de energia para suprir a demanda do país, por vezes mais caras que das hidrelétricas, fez subir o custo de energia elétrica, refletindo diretamente nos consumidores.

A indústria, em geral, é o setor que mais consome energia elétrica no Brasil. Metalurgia (24%), Alimentos (13%) e Produtos Químicos (10%) são as três indústrias que mais consumiram energia de agosto de 2020 a agosto de 2021. Com isso, o efeito dominó é direto: como a energia elétrica é um dos principais insumos de produção, o aumento da conta de “luz” deixou tudo mais caro.

Nesse contexto, mirar em ações que favoreçam a redução do consumo de energia elétrica passa a ser um aliado estratégico para que o repasse do custo de produção para o preço de venda seja suavizado e impacte menos os consumidores lá na ponta, contribuindo para a manutenção dos negócios e no diferencial competitivo das empresas.

Aposte na eficiência energética da linha de produção

O principal receio da indústria é mudar processos produtivos. É comum que o termo “eficiência energética” seja confundido com “alto investimento e descapitalização no curto prazo”. Mas não é bem assim que funciona na prática. Eficiência energética é produzir o mesmo com menos, de forma inteligente. 

É nesses momentos que conseguimos identificar os gestores de energia mais preparados. O bom gestor é aquele que está atento a sua operação, que está munido de informações e ferramentas que o ajudam a tomar decisões, e que é rápido no desenrolar de melhorias e plano de ações. Vantagem competitiva é algo que se perde em uma semana mas se conquista com o tempo. E apostar em eficiência energética não só coloca o negócio na frente, como suporta momentos de crise.

Por isso, entender o funcionamento dos equipamentos presentes na sua operação para aprimorá-los e flexibilizar as cargas quando possível, são formas diretas para otimizar o gasto com energia elétrica. Controlar o consumo de energia dos equipamentos mais antigos também pode ser uma das ações para orientar sobre as oportunidades de economia de uma operação. Equipamentos obsoletos não são tão eficientes quanto esperado e, por vezes, consomem mais energia do que modelos mais atuais, favorecendo o desperdício (no curto prazo!).

plano de eficiência energetica

Como começar a fazer a gestão das faturas de energia

No entanto, as medidas para gerenciar o uso de energia elétrica não estão condicionadas apenas às indústrias, conhecidas pelo alto gasto energético. Grandes consumidores de energia de outros segmentos como, shopping centers, supermercados, hospitais, agronegócios e hotéis também se enquadram.

Essas operações, quando vistas de forma individual, por unidade consumidora, podem ter um gasto energético menor em comparação às indústrias. Porém, comumente estão presentes em grupos empresariais, com múltiplas unidades consumidoras, como uma rede de shoppings ou supermercados, um grupo hospitalar ou uma cooperativa de produtores rurais. E para esse modelo, gerenciar atentamente as faturas de energia e entender o que está sendo cobrado é um processo importante na busca pela eficiência energética.

Por meio das faturas de energia, o gestor consegue acompanhar a variação tarifária que está sendo aplicada nas suas unidades, monitorar a performance do seu contrato de demanda e as possíveis multas e penalidades, e também checar o equilíbrio do fator de potência. Já quem opera em baixa tensão, pode acompanhar a variação das bandeiras e do consumo de energia das unidades e entender mudanças comportamentais de cada unidade, elencando possíveis pontos de atenção.

O gerenciamento de múltiplas faturas de energia não é uma tarefa fácil, nem rápida. Demanda bastante atenção da linha de frente na hora do processamento dos dados. Para esse tipo de tarefa, muito importante nos fechamentos de indicadores mensais, contar com uma ferramenta que faça captura e processamento automático das faturas pode agilizar consideravelmente a obtenção dos dados e geração de relatórios.

Sem acesso aos dados, não é possível tomar decisões inteligentes. Por isso, potencializar o monitoramento de energia das operações e promover uma melhor gestão das faturas de energia, são soluções assertivas para as empresas que buscam superar o aumento das tarifas de energia.

controle de faturas de energia

Deixe seu comentário!

Assine a Way2News

Saiba o que está acontecendo quando o assunto é energia e tecnologia